porque até os “bichos” tem um paraíso… afinal de contas, não existem “bichos”… tudo depende de quem os vê... e com os olhos que os vêem…

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Quero tudo outra vez...




Ainda quero
tua fantasia marota...
teu carinho mimado...
tua palavra rouca...
teu abraço apertado...
tua respiração ofegante...
teu sonho colorido...
teu beijo molhado...
teu olhar no meu olhar...
teu desejo guardado...
tua mão apressada...
teu cheiro embriagador...
tua paixão desenfreada...
teu calor apaixonado...
tua língua penetrante...
teu tesão incontido...
teu amor compassado...
teu sexo quente e voraz...
tua cavalgada louca...
teu delírio eloquente...
teu gozo rasgado...
tua paz relaxada...
vem minha querida...
ohhhhhh....
eu quero mais...
quero tudo outra vez...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Só sei desejar desta forma...



Eu não sabia o que iria acontecer quando t “encantei”, “namorei”, “seduzi”… se por um lado o “receio” era muito… por outro a “vontade” era cada vez maior… ou ponto de nada interessar… o que eu queria era estar contigo… primeiro “aqui” e depois “ai”… e cada dia o “ai” me tornava mais louco…
Uma tarde?
Uma noite?
Um fim de semana?
Uma semana?
A vida inteira?
Pouco interessava…
O que realmente interessava era que queria estar contigo…
A conversar?
A olhar-te?
A beijar-te?
Pouco interessava…

Não!!!!

Na realidade, após te olhar, beijar, sentir, cheirar… tudo passou a interessar…

Por muito efémero que fosse esse encontro ou se durasse a eternidade… tudo interessava, TUDO!!!

O teu toque, teu sabor, teu perfume…

NÃO!!!

O TEU CHEIRO…

Sim, o teu cheiro de mulher… único, inigualável… INEBRIOU-ME…

E como numa névoa, num sonho… entregaste-te em meus braços, à minha boca… e as nossas vestes caíram, como suaves pétalas de uma qualquer flor sedosa caem no Outono… para nunca mais regressarem à flor que as deixou tombar…

Foi impossível reprimir a ânsia do meu desejo, a ânsia do meu amor, da minha vontade, do meu tesão… e quanto mais te agarro, mais quero-te abraçar… quanto mais te beijo, mais quero-te saborear… mais quero passar minhas mãos pelo teu cabelo que sempre me fascinou… puxar-te para mim, morder-te os lábios, os bicos… sentir nossas respirações misturarem-se como exaladas de uma só boca… um só corpo… uma só união…

NÃO!

Dois corpos querendo-se unir por terem a mesma alma, a mesma vontade, o mesmo desejo, o mesmo sentimento…

A minha língua explora tua boca, teu corpo como se não houvesse amanhã… e tu GEMES… GEMES COMIGO…

Sempre tive a certeza que algo temias em mim… sempre achei que a ideia que tinhas de mim era bem diferente daquilo que sou na realidade…
Hoje o sei…
Sim, sinto o sabor disso nos teus beijos, nos teus abraços… correspondes-me, mas com alguma reserva, receio, restrição…

Talvez a culpa seja mesmo minha…

Talvez seja o reflexo daquilo que te fui mostrando de mim ao longo do tempo… sim, talvez…

Mas eu sempre fui ardente, desenfreado, descontrolado por vezes… e SEMPRE te desejei com fervor…
SEMPRE…

È verdade que por vezes para te “proteger” tento controlar este ímpeto de desejo que me assola, que me devasta, que me arrasta e destroça… mas que simultaneamente, me dá vida, me empolga, me extasia e emociona…

Receio de por vezes me mostrar “nu e crú”… por medo de te assustar… por medo de t magoar, inquietar… por medo de antecipar a tua fugida para longe de mim…

Não quero… nunca quis te perder… embora creio que isso vai ser inevitável… sempre quis, quero, que me conheças e saibas como realmente sou…
Porque não sou apenas desejo, tesão… não sou apenas amor, romântico, apaixonado…
Também sou FOGO, LABAREDA E CHAMA…
Reprimo continuadamente um desejo quase doentio, abafo incessantemente este grito que nasce, renasce vezes sem conta dentro de mim…

FOME!!!

Fome de TI…

Do teu corpo, das tuas curvas, tua boca, tua pele… que quero morder, lamber, beijar… que quero saborear…
Me basta a tua presença para todo o meu corpo ficar tenso, ardendo, consumido pelo desejo, tesão… que até o ar me falta…
Teu cheiro provoca em mim calor louco… loucura ardente…

TENS ESSE DOM…

consegues através do teu modo, do teu corpo suado… dos teus olhos cansados fazer despertar em mim sentimentos opostos… OPOSTOS???
Desejo, paixão, tesão, carinho, sensualidade, ternura, voluptuosidade, desejo de corpo… de sexo… de atenção… de amor…

Tem muito tempo que decidi não mais me amordaçar… porque não sou nenhum anjo… ou talvez seja um anjo demoníaco… ou um demónio angélico…
Mas na realidade… sou apenas um homem… um homem que deseja uma mulher… TU…

E eu SÓ SEI DESEJAR DESTA FORMA… com fervor, com loucura, incontrolável, com entrega…por vezes de forma mesmo irresponsável…
Será que me entendes?
Será que o “sentes” assim?
Como será que o “sentes”…
E como será… que o sentes TU!!!

Luxúria Profana



Como não te amar
Se tudo que sonho está em ti
Como não desejar-te
Se só tu sabes-me onde tocar

Ama-me na tua realidade
Realidade que os sonhos alimentam
Deseja-me em tua plenitude
Onde toco-te e nasce teu tormento

Purifica-me a alma o teu amor
Desejo-te tanto, e o tanto é pouco
Estás em tudo, sinto-te, toco-te
Fico triste... suspiro rouco!

Volta a sorrir por um momento
Meu amor é teu neste instante
Envolve-me no teu aconchego
Sente meu cheiro embriagante

Põe no tacto nosso gozo profundo
Entrega-te à nossa luxúria profana
Ama-me, fecha a porta do mundo
Cede os sentidos à mão de quem te ama

No tacto, na pele, no paladar
Com desejos insanos e luxúria profana
a mão de quem ama navega
o corpo coberto em chama…

video

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Coisas (não) ditas....



Se as palavras fluissem com facilidade da minha boca,
eu pedia-te para não as ouvir
porque seriam palavras proibidas,
pois talvez falassem de amor.
Deixo então minha pele, meus olhos, meu toque falar por mim,
menos perigosos, só te tocam no corpo..
(mas será mesmo assim...)
Meus gestos tornam-se mais safados...
mais e mais ...porque
cada vez mais te quero tocar
(que vontade de te acarinhar...)
saborear as tuas partes mais íntimas....
(saborear as tuas doces palavras...)
Vibrar intensamente ao sabor do teu gosto,
do teu orgasmo, do teu gozo.
Eu quero absorver o teu jeito de me querer..
Porque eu quero-te,
(quero-te aqui, comigo...)
quero-te na minha boca,
como um presente, um mel doce,
uma loucura, um desejo preenchido,
que só tu me podes dar a conhecer,
porque só contigo o quero conhecer..
Pega-me agora, com esse membro firme
ao qual minha boca já sucumbiu...
(sem dizer nada...)
IWYSM

Extase...



Alteras, mexes e exitas os meus sentidos,
meu corpo goza sem conta, morre e renasce
nos teus braços deliro, danço, viro-me,
perco o controlo sempre que me provas,
com a língua, com a boca, com os teus dedos,
quando me pegas, me rasgas, louco desvairado...
Quero-te assim, desejoso, entesoado,
deixando-me fraca, suada, molhada,
lambendo o suor dos teus lábios carnudos
que eu trinco, bebendo os teus gemidos,
louca, fico louca assim por baixo de ti,
por cima de ti, á frente, de lado,
de qualquer maneira, a qualquer hora,
na mesa no chão, em qualquer lugar,
pões-me louca, louca de tesão..

Desejo...



Cheguei me apropriando do teu corpo, te invadindo com as mãos, te apertando e te seduzindo. Puro delírio, te chamando de tesão; deixando-te louca; a ponto de uma explosão. Fazendo-te implorar por beijos meus, imploradores, sugadores e dominadores, fazendo entender que eras minha. Puro delírio, tuas mãos se apropriam de mim, tomando com carinho aquilo que te pertence, desejo... isso é desejo. Sentir em tua boca em pleno dia, na mesa do escritório sem repúdio. Louca, impulsiva me deixando louco de paixão, ajoelhada diante de mim… parecendo submissa… mas sou eu que estou submetido a ti.
Me queres por inteiro, suado, molhado; assim louco e escorregando em ti. Forte e ao mesmo tempo devagar, fazendo-te delirar… fazendo-te rebolar e “aprendendo” esta dança... delírio, enlouqueces sob o sofá e de quatro estás fraca de tanto desejo.
Imploras para ser teu... deixando-me louco de tesão... invadindo-te e tomando o lugar que sempre foi meu; suspiras por mim, teu rei, esse é meu trono... fazendo-me uivar como lobo sedento...
Agora é só alívio, desejo consumido; olho nos olhos e um sorriso de saber que eu sempre serei teu…

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Sonho ?



Aqui... á minha frente, sentado,
Eu sinto-te tanto... que até te vejo...
Estranho,
não me podes falar, nem beijar,
não me podes tocar,
como se uma força estranha te empedisse de o fazer..
Eu vejo-te sim, estás concentrado
...talvez para não seres tentado,
...mas qual a razão...
Eu aproximo-me de ti,
...mas tu não te mexes...
...será que te posso beijar ?
Eu tento, aliás...é mais forte do que eu,
eu tenho que te beijar,
...e beijo
...beijo ...
e tu despertas enfim...
puxas-me para o teu colo...
..e abraças-me, apertas-me contra ti,
...e beijas-me
...beijas-me...
mas eu solto-me,
e pulo para o chão...
Olho bem para ti...
tiro as minhas calças...
e viro-me de costas para ti, apoiada á parede...
...
"Anda, anda," digo eu de uma voz doce,
"e mostra-me que não és apenas um sonho..."

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Tenho vontade de....Ti !!






Como uma gatinha atrevida,
eu subo para cima de ti,
e tu deixas-me trepar,
assim, devagarinho, roçando-me,
toda arrepiada de desejo.
Tu sabes que a minha pele
anceia pela tua pele, pelo teu toque
e que nada mais quero
a não ser a tua pessoa.
E eu ligo a minha língua á tua
na doçura de um beijo,
mil vezes imaginado, desejado
e tu deixas.... também arrepiado,
que eu me alimente desse mel.
Ao teu ouvido sussurro
duas palavras atrevidas,
“quero mais” digo eu,
mordiscando a tua pele.
Murmuras uma resposta,
e eu fico rendida
à subtileza da tua voz,
e aos teus gestos sensuais.
Passas-me a mão na nuca
e percorres o teu caminho
cobrindo as minhas nádegas
com todo o teu carinho.
Acaricias as minhas ancas,
o interior das minhas coxas,
viras-me ao contrário
e cobres-me com o teu corpo.
Num beijo roubado
penetras a minha carne
e é com força e sem piedade
que roubas a minha alma.
Eu gemo e gemo mais
com o movimento das tuas ancas,
perco a cabeça, apaixonada,
pelo teu olhar agora em chamas.
NEOQEAV

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Tuas palavras




Não é curiosidade apenas,
é muito mais,
quando sinto o meu coração a bater
abrindo esta página.
Suspendo minha respiração, uns instantes,
para te ler,
pois tuas palavras arrepiam-me,
enlouquecem os meus sentidos,
autenticas brasas acesas,
na espectativa de te poder ver
de sentir tua carne.
Toca-me, toca-me com os teus lábios,
com a tua lingua, com as tuas mãos...
Abraça o meu desejo,
Abraça este instante em que me lês
Abraça-me como se fosse pela última vez...

IWY

Dois corpos…


Duas chamas que se encontram fazendo com que o desejo se torne forte, se transformando em um vulcão de emoções imaginadas, mas nunca sentidas...

Dois corpos...
Vivendo momentos inigualáveis que durarão eternamente marcados na carne, tão intenso quanto o fogo…

Dois corpos...
Que se unem em um só reduzindo o universo a um único e pequeno espaço…

Dois corpos...
Realização das fantasias mais profundas da alma do ser humano, escondidas por trás de um olhar... um suspiro…

Dois corpos...
Envolvidos pela paixão... sem palavras... somente o toque das mãos sobre a pele... suave como a pétala de uma flor e intenso como a chama da vela...

Dois corpos...
Que se entregam... inteiramente...

Com amor ou não... são dois corpos… fazendo amor!!!

Me abraça…



Me abraça, por favor,
Assim apertado,
Quietinha e calada…

Apenas me abraça,
Como se quisesses isso a vida inteira,
Como se eu fosse o único ou o primeiro…

Me abraça,
Deixe-me ficar em teus braços
Preso nesses laços
Que me unem a você…

Por favor, me abraça,
Um abraço forte
Que faça desaparecer até
Todos os meus receios e temores...

Me abraça, com paixão,
E prova que os meus sonhos
Não foram em vão...

Me abraça com ternura,
Enquanto ouço teu coração
Bater descompassado
Junto ao meu...

Me abraça e me fala,
Me fala tudo o que estas sentindo
E só então sentirás, saberás
O quanto és amada…


NFHMILY...

Dá-me a mão


Não largues minha mão
Nem essa dor que sentes no peito
Eu desejo-te sim e não é pouco
tu sabes,
tu tens que saber...
Porque essa dor também não me larga
Aperta-me, abafa-me
me consome.
Não me deixes por aí,
á sorte...
dá-me a mão sempre que poderes...
Adoro-te
Tu sabes
tu tens que saber...
IMYSM

domingo, 20 de setembro de 2009

Sabias que...




Sabias que sinto tanto a tua falta que meu peito até dói …
Que só queria estar contigo, fazer-te feliz, fazer-te mulher….
Queria gastar grande parte do meu tempo, da minha vida… contigo…
E descobrir que a vida é feita para ser vivida...
Quero-te acariciar e descobrir que tu ainda me desejas...
Quero-te tocar no rosto, quero-te acariciar todinha até te deixar louca...
Quero fazer-te perceber que a vida é feita para se viver e se aproveitar...
Porque não somos mais crianças... somos homem e mulher...
Somos maduros o suficiente para saber o que é bom e o que é mau para a nossa vida...
Sexo é bom… "quando há sentimento", ainda melhor...
Prazer é o seu complemento...
Amor é sentimento, que não percebemos na hora, mais sim aos poucos...
Quando lembramos... tocamos... beijamos com intensidade...
Pode ser amor... talvez...
Vive cada instante de tua vida como se fosse o último…
Pois aquele “momento” que passou… não volta mais...
Adoro ver-te...
Quero beijar tua boca, abraçar-te, sentir teu cheiro que me acalma...

NFHMILY…


sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Fantasia



Três corpos roçando-se

entre cheiros e sabores.

Quatro mãos no meu corpo

e são todas tuas..


Aceitaste, ajudaste,

criamos a fantasia.

Três rostos, duas pessoas,

eu sou toda tua.


Atrás ou á frente

Atrás e á frente

Duplamente penetrada

eu estou na lua.


Eu berro, eu exalto-me

Duplamente chupada,

no clitóris, nos mamilos,

a ti eu me agarro.


Eu gemo, eu me venho,

sem uma desculpa,

teu climax, teu tesão,

em minha boca jorram.

Sinto...



Silencio, apenas o bater do teu coração
Textura, só o da da tua pele
Sabor, o da tua boca.
Vejo-te de olhos fechados,
os traços do teu lindo rosto
mesmo aqui na escuridão...


E sinto...
Sinto tuas mãos
envolvidas numas deliciosas carícias
que ofereces, que depositas
no meu corpo molhado, arrepiado
suado de tanto te desejar.


E sinto...
Sinto teus lábios desenhando os meus seios,
tua lingua gostosa exitando os meus bicos,
teus dedos desejosos e irrequietos,
e o teu olhar..
percorrendo a minha boca
e os meus pensamentos íntimos...


E sinto...
sinto-te a crescer de tanto desejo,
sinto meu corpo rendido ao teu,
sugado, preso ..que safado..
em chamas dentro do meu,
com uma vontade voraz e insana
de desfazer a fronteira da carne


E sinto..
sinto-te como minha terra,
minha água, minha inspiração
onde gemo e grito de dor,
e de tesão...
onde não há preconceitos,
onde nossa loucura não tem limites,
onde nosso desejo não tem fim...

Devassa Paixão...



Quero sentir novamente
Meus dedos penetrando tua intimidade
Acariciando teu ponto do prazer
Provocando teus instintos
Te levando ao delírio…

Quero sentir novamente
Minha boca abocanhando teus seios
Te fazendo tremer
Te excitando ao ponto de gemer…

Quero sentir novamente
Minhas mãos percorrendo teu corpo
Redesenhando tuas curvas
Acendendo ainda mais o teu fogo…

Quero sentir novamente
A refrescancia de minha língua
Inundando tua menina
A deixando molhadinha…

Quero sentir novamente
Meu menino incandescente
Entrando na tua boca
Te fazendo engasgar
Engolindo seu liquido quente
Sem nada desperdiçares…

Quero sentir novamente
Meu membro pecaminoso
Te possuindo ferozmente
Com toda a sua ginga
Te fazendo berrar
Pedindo para eu não parar…

Quero sentir novamente
Meu garoto safado
Aprofundando teu buraquinho proibido
Te fazendo sentir um remix de dor e prazer
Cujo o qual tu nunca imaginaste gostar
Mas que te fiz viciar
Te fazendo enxergar que no sexo
Não existe pudor, somente desejo e amor…

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Procura-se...




Procuro uma terra,
A minha terra !
Quero desabrochar nela,
Abandonar-me, entesoar-me,
Resplandir harmonia
Nessa terra, nessa pele,
Nesse sangue.


Quero essa terra
Eu já a vi, já a senti
É poder, é energia,
Saciou-me as fantasias
Procura-se...mas
Ela é minha...

Água ! Quero Água !!!!!




Desejo, tesão ...
Pequeno almoço de luxo :
eras tu, meu lindo !
Que calor...
Água...quero muita água ....
Que dia escaldante....
Pensamentos, sorrisos, vontade...
nos teus braços o comecei...
quem sabe....eu quero....
eu desejo, eu enlouqueço..
nos teus braços o acabarei...
... água ...quero água.....
....onde estás ?
.... que calor infernal...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Beija-me MAIS....



Muito mais, beija-me aqui
e ali,
Beija-me mais acima,
um pouco mais
abaixo...
Beijo de língua,
xupão,
beija-me sim
é tão bom...
Abres-me as pernas
Safado
mas esse beijo
é perdoado,
desejado...
Beija-me por dentro,
e por fora
suga-me e beija-me
porque eu gosto,
porque eu quero
porque eu amo os teus
beijos silenciosos,
ternos e indecentes,
sensuais e carentes.
Beija-me com o teu corpo,
tua alma, tua essência.,
BEIJA-ME, BEIJA-ME....MAIS !!!!!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Gosto de ti...


Gosto de ti desesperadamente:
dos teus cabelos de tarde onde mergulho o rosto,
dos teus olhos de remanso onde me morro e descanso;
dos teus seios de ambrósia, brancos manjares trementes
com dois vermelhos morangos para as minhas alegrias;
de teu ventre - uma enseada - porto sem cais e sem mar -
branca areia à espera da onda que em vaivém vai se espraiar;
de teu quadris, instrumento de tantas curvas, convexo,
de tuas coxas que lembram as brancas asas do sexo;
- do teu corpo só de alvura - das infinitas ternuras
de tuas mãos, que são ninhos de aconchegos e carinhos,
mãos angorás, que parecem que só de carícias tecem
esses desejos da gente...
Gosto de ti desesperadamente;
gosto de ti, toda, inteira nua, nua, bela, bela,
dos teus cabelos de tarde aos teus pés de Cinderela,
- gosto de ti, safada,
tal como tu és...

Desejo Intolerável...



Tu foste embora, e a saúdade ficou,
intolerável...!
Fico assim, atormentada
de olhos bem fechados
acariciando-me
masturbando-me
tentando enganar o tempo
e o meu desejo por ti.

Imagino
teus lábios gostosos
tuas mãos macias
deslizando...
desta minha agonia
até á carne.
É desejo sim...intolerável.

E revivo lentamente,
tuas carícias doces
teu sopro quente,
murmurados,
na minha pele carente...
e rasgo sim,
o véu do pudor
com sonhos indecentes
numa vontade desvairada
de te comer.

Intolerável, este sofrimento
que leva meu corpo esfomeado
a contorcer-se,
a violentar-se, bem vivo,
gritando sempre
mais e mais
...e mais ainda
por ti !


quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Hummm… se tu soubesses…



Ah! Se tu soubesse quantas coisas tenho para te oferecer...
Não sou rico, não sou lindo, mas sei que posso te encher de prazer...
Só a paz, a tranquilidade e lealdade de tu estares deitada ao meu lado.

Recebendo logo cedo na cama, beijos, mimos, carinhos e até uma tábua de fumados!
Depois de uma transa bem gostosa, naquele lençol de cetim,
Eu pegando-te de lado, de quatro e tu falando sim... sim...

As cortinas esvoaçando, e quanto mais o vento entrava no quarto
Mais tu cavalgavas e não cansavas... transpiravas, mas não paravas...
E gemias, urravas, gritavas, e não cansavas....

Somos meio selvagens, e esta é a nossa grande vantagem....
De eu poder acordar, gritar, morder o travesseiro, puxar o lençol
Dar até uma de louco... correr nu pelo quarto e gritar…
vem, vem... vem minha safada... deixa os anjos dizerem amem!

Este meu membro tem tudo para te encher de prazer!
Te bato!!! Te espanco nessa cama…
Nessa hora a lei não entra em cena …

Porque as palmadas ainda que bizarras, são encenadas
De sonhos e fantasias que temos dentro de nós e revelamos a cada dia…
E hoje qual é a tua fantasia?

Sussurra ao meu ouvido, que a realizarei neste dia!
Nem que seja por telepatia, mas tu vais sentir,
meu membro crescer dentro de ti...

Joga fora teu viagra, rss isso não serve para nada!
Mas uma boa trepada...pois para sexo não há limites
Nem trâmites… somos humanos!

Vive!!! Transa... goza e ri depois...
Tu não precisas-te de remédio para transar…
Precisaste apenas… do meu toque para gozar...
Uahuuu….. que coisa boa!!!!

Quero-te a ti



Não quero procurar outro sonho
quero -te a ti,
meu sonho feito homem, feito carne
escondido no meu ser
já dorido de tesão.
Ninguem há-de saber
jamais revelado
este meu sonho bem guardado
quero -te a ti safado.
Meus desejos mais íntimos
Meus toques mais convictos
Meus beijos mais sentidos,
homem desejado,
são para ti destinados.
Desperto aos gemidos
Na rouca madrugada
onde acordo atormentada
de tanto gritar por ti.
Quero -te a ti, sim,
Abraçado a mim
Encima de mim
Dentro de mim
mesmo longe de mim
quero-te a ti.
Penso em ti com tesão,
Penso em ti me tocando,
sem me tocar,
com aquela vontade de te mordiscar
de te amar
de te ter
de te degustar,
aos pedacinhos,
lentamente te devorar.
Quero-te sim,
em mim,
de todas as maneiras,
anal, oral, vaginal,
nos teus toques,
no teu cheiro,
no teu sorriso,
na tua vontade louca,
na minha vontade louca,
na nossa querida vontade insana

Quero prazer...




Neste momento aqui sozinho no meu canto
olho pela janela a quietude do dia
sinto vontade de sair voando, correndo pelas ruas
atrás de alguém para preencher meu ego vazio…

Não sei qual a direcção tomar
não sei para onde ir
mas o que mas desejo neste momento
é ter alguém para me fazer sorrir…

Procuro em todos os lugares e cantos
procuro por um encanto
mas nada me satisfaz…

Lembrei-me de ti agora
senti meu corpo arrepiar
deve ser tesão, paixão... sei lá
é vontade de ter prazer…

Quero gozar...
Fazer amor...
Dar carinhos...
Receber carinhos...
Sentir teu gozo... que gostoso!!!

O exalar de teu suco vaginal
me excita e neste gozo fatal
me deleito
e em teus seios alimento minha tara por ti
pois minha sede de possuir-te
não tem pudores nem regras
tudo vale a pena fazer...
dizer... meter... trepar?

Qualquer palavra explica
pois o sabor da pica
em teus lábios foi acariciado
Não sou tarado
Nem tão pouco safado!!!

Sou um apaixonado pelo amor sem barreiras
onde gozar não tem fronteiras
Quero sexo animal, meigo, vaginal, oral, anal
O que importa neste momento delicioso
é que gozamos gostoso…

E no final deste copular
o que importa é gozar
Te amar
Ser amado
Te querer
Te abraçar
Meter minha língua em tua boca
e depois sussurrar em teus ouvidos...
Quero prazer…
Prazer contigo…
Te amo safada, rss…

Quero você…


Quero você, sem pudor e sem critério
te amar, no céu ou no inferno
quero ser teu homem, macho somente
sentir teu prazer sensual efervescente…

Quero você, com esse riso malicioso
Me abraçando forte me querendo gostoso
quero desfalecer, levitar e nascer
e nem me importo o que possa acontecer…

Quero você, agora e sempre
mesmo que para você seja atípico e banal
quero teu fogo que incendeia minha pele
Ardendo meu corpo nessa vontade que fere…

Quero você, nem que seja mais uma única vez
entregar-me a ti sem receio do talvez
quero eternizar esse momento que agoniza
nosso pensamento essa paixão improvisa…

Quero você… MKLL

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Hoje sonhei contigo...



Aqui dentro na penumbra recebo um beijo teu, daqueles que me deixa tonto.
Toco em ti… estás com uma roupa diferente, curta, transparente, sensual.
Fico logo excitado.
Não consigo passear minhas mãos em ti, tu não me deixas….
Queres mandar hoje em mim… e eu deixo, eu deixo que tu me dez esse prazer…
Nossos beijos são quentes, e meu tesão cresce a cada minuto. Meu impulso de tirar a tua roupa e tocar-te, acariciar-te, é contido por ti…
Hoje queres judiar de mim… me deitas na cama e vais tirando a minha roupa… e eu me deixo levar. Fico só olhando para teu corpo delicioso, teu sorriso de safada… e tua boca vai tocando, descendo em beijos no meu corpo...
E como é gostoso sentir tua boca, teu tesão, tua vontade de me dar prazer….
Eu não aguento mais… quero tocar-te. Pego-te com jeito, jogo-te deitada na cama, tiro-te a tua roupa e fico olhando-te, admirando-te… assim, deitada, linda, nua e mais uma vez te encho de beijos.
Beijo tua boca… teu pescoço… tua nuca… tuas orelhas… teus seios. Sinto teu corpo esquentando-se a cada beijo, a cada carinho meu. Abro tuas pernas e me delicio, sentindo teus gemidos, teu corpo tremendo, tendo prazer. Paro quando tu não aguentas mais, quando teus gemidos já são quase como gritos.
Gosto quando te dou tanto prazer que tu não te conténs mais.
Mas não te dou descanso. Tu sobes no meu corpo… o montas… e vais baixando o teu corpo de forma lenta... deixando que te penetre… sentindo-me dilatar, aumentar, esquentar dentro de ti... contorcendo-te de prazer.
Não tenho pressa… quero te curtir… quero te beijar… e lentamente começas uma deliciosa cavalgada…
Gosto disso… podes gemer… eu gosto…
Tu comandas… sobes rápido e devagar… e acabas por não aguentar de tão gostoso. Eu também não aguento... gozamos juntos…
Foi forte, foi intenso, foi especial.
Ainda passo um longo tempo admirando-te, acariciando-te, até que juntos dormimos abraçados, com ele dentro de ti até o dia seguinte... quando novamente nos amamos.

Deixa...

Deixa

Eu viver meu louco apego,
Revelar os meus segredos,
Satisfazer os meus desejos,
Com fantasias a me guiar.

Deixa

Eu tirar toda tua roupa;
Beijar teu corpo inteiro,
Sob o brilho das estrelas,
E a aprovação de um luar.

Deixa

Inflamar a tua essência;
Misturar suor e cheiros;
Libertar todos meus uivos,
Sem pudor ao me entregar.

Deixa

Com a alma embevecida
E a lassidão deste meu corpo,
Vestido de prazer e gozo,
Adormecer, depois de tanto te amar.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Bom dia...


Acordei contigo sussurrando ao meu ouvido, nem me recordo direito o que falas-te, mas aquela voz gostosa fez-me despertar. E acreditando que estava sonhando não abri os olhos, apenas sentia a tua presença à cabeceira da cama, agora passando levemente os lábios no meu rosto e beijando. Virei e abri os olhos, não estava sonhando, teus olhos lindos me queimavam e um sorriso maravilhoso iluminou todo o quarto. Ainda não acreditando, toquei teu rosto, só então tive a certeza que estavas ali por inteiro, não sei como, mas não ia fazer perguntas e quebrar todo o encanto. Abracei-te, beijei, e puxei-te para dentro da minha cama, onde imaginava estar contigo um dia. Foram horas de carícias deliciosas, beijos intermináveis, daqueles que sentimos cada pedacinho da língua, que nos fazem sentir vontade de abraçar cada vez mais, agarrar com toda força parecendo que os corpos atravessariam um ao outro, ou se fundiriam num só.
Todo meu corpo estava em chamas, não havia mais espaço para roupa, que tu arrancaste de uma só vez. Cheguei a sentir frio, arrepiando com a brisa que invadiu o quarto, tamanho era o calor do meu corpo. Num movimento estavas sobre mim, linda, com a camisa entreaberta, sem falar nada, apenas pedindo com os olhos que eu continuasse. Abri cada botão que faltava, sem desviar do teu olhar, até tirá-la por completo. Comecei a beijar tua boca bem de leve, só encostando e brincando, sem deixar que me beijasses. Desci beijando teu pescoço, seios, peito, barriga e fui abrindo e tirando lentamente as tuas calças. Continuei beijando todo o teu corpo até os pés, puxando a tua cueca conforme descia, voltei passando a língua pelas tuas coxas, virilha, até que tu me puxaste com força, abraçando-me e nos beijamos como loucos.
Nessa loucura, segurei forte tuas mãos, escorreguei pelo teu corpo suado, até sentir que estava “encaixado” bem gostoso. Fazia movimentos lentos, segurando tuas mãos, prendendo tuas pernas com as minhas e te olhando firme nos olhos. Não sei quanto tempo ficamos assim, alternando entre movimentos lentos, que parecia sugar-te, e uma louca cavalgada. Até que nos abraçamos e finalmente nos tornamos um só de tanto prazer. Dormimos assim, abraçados e cansados...

Senti a cortina passar pelas minhas pernas, um vento frio entrava no quarto, passei a mão pela cama e tu não estavas.
Sonhei que estava sonhando... Bom dia MKLL!